Previous Next
GÊNEROS E ESPÉCIES DE ORQUÍDEAS NATIVAS DE SC

Encyclia Hook.

Encyclia Hook.

Encyclia (em português: Encíclia) é um gênero de orquídeas (família Orchidaceae). Foi proposto por Hooker, e publicado em Botanical Magazine 55: pl. 2831, em 1828, quando descreveu sua espécie tipo, a Encyclia viridiflora, coletada no Rio de Janeiro por William Harrison. Até hoje esta espécie permanece um mistério pois nunca foi encontrada novamente, dela restando apenas um desenho. Pode tratar-se de espécie extinta, aberrante, ou estrangeira, citada por engano para Brasil ou ainda de algum estranho e incomum híbrido natural.

Etimologia

O nome deste gênero "''Encyclia" (Encycl.) deriva da latinização do verbo grego: εκυκλειν (enkyklein), que significa contornar, rodear; numa referência ao fato dos lobos laterais do labelo de suas flores envolverem a coluna.

Nome comum

  • Orquídea mariposa

 

Histórico

Por muitos anos Encyclia esteve subordinada a Epidendrum. A principal diferença entre estes dois gêneros está no labelo de suas flores, que em Epidendrum é fundido em toda a extensão da coluna, enquanto em Encyclia é livre, articulado levemente junto à base. Além disso, em regra, Epidendrum não apresenta pseudobulbos, e Encyclia sempre os têm. As poucas folhas destas costumam ser bastante longas coriáceas e lanceoladas enquanto em Epidendrum, normalmente são muitas, mais delgadas, e alternadas no caule. Por último, ao contrário de Encyclia, o rostelo de Epidendrum é sempre fendido.

Em 1961, Robert Louis Dressler submeteu diversos outros gêneros a Encyclia. Mais tarde estas plantas foram separadas novamente e passaram a ser classificadas em outros gêneros, entre eles Prosthechea e Dinema. Muitos desses gêneros têm flores que não ressupinam, com parte do labelo fundido à coluna, assim é fácil diferenciá-las de Encyclia. Recomendamos a leitura desses textos aos interessados em conhecerem o antigo conceito ampliado de Encyclia. Aqui tratamos de Encyclia como um grupo bastante restrito e homogêneo de espécies.

Distribuição

Restaram em Encyclia cerca de cento e cinquenta espécies epífitas, ocasionalmente rupícolas, de crescimento cespitoso, espalhadas por quase toda a América, desde os Estados Unidos e Caribe até a Argentina, ocorrendo em diversos tipos de matas em regra abertas e quentes, com bastante luz, encontram-se também em campinas e florestas sazonalmente secas, desde o nível do mar até mil e quinhentos metros de altitude. Cerca de quarenta espécies registradas para o Brasil.

Descrição

Quando sem flores é bastante difícil distinguir grande parte das espécies de Encyclia. Mesmo com flores muitas confundem-se, por outro lado as características comuns de todas estas espécies tornam o gênero facilmente distinto.

Quase a totalidade das Encyclia são plantas robustas que possuem pseudobulbos esféricos ou cônico-cilíndricos, com uma a quatro longas folhas, geralmente coriáceas e lanceoladas. As plantas variam desde espécies com apenas poucos centímetros até grandes, com quase um metro. A inflorescência que não nasce de espata, é apical, arqueada, delgada mas rija, paniculada ou racemosa, em regra com muitas flores, raro poucas. A maioria das espécies tem perfume agradável.

As flores não apresentam brácteas, geralmente são menores de quatro centímetros de diâmetro, comum esverdeadas, mas também há espécies amareladas, róseas, púrpura, marrons, e alvacentas. As pétalas e sépalas são similares, bem explanadas, quase sempre espatuladas, por vezes com extremidades acuminadas mas em regra arredondadas, bastante atenuadas para a base. O labelo é trilobado, livre, os lobos laterais alongados, eretos aos lados da coluna, o mediano com venulações ou leves carenas, algumas vezes de margens onduladas, crespas ou reflexas, e face glabra ou aveludada. A coluna pode apresentar aurículas a antera é terminal e contém quatro polínias.

Este gênero é polinizado por abelhas e pássaros. É interessante notar que a conformação dos lobos laterais do labelo destas flores ajusta-se de maneira tal que quando um inseto ali pousa passam para o lado inferior da coluna impedindo que o labelo volte para sua posição anterior.

Filogenia

É consenso entre a comunicade científica que manter o gênero Encyclia em separado dos outros generos citaods é indubitavelmente a melhor solução. Segundo a filogenia de Laeliinae publicada no ano 2000 em Lindleyana por Cássio van den Berg et al., Encyclia, Meiracyllium e Euchile, constituem um dos grandes clados de Laeliinae que situa-se entre os clados de Epidendrum e de Prosthechea, observando que de Prosthechea separam-nas alguns pequenos gêneros da América Central, tais como Hagsatera, Alamania, Dinema e Artorima e Nidema, e de Epidendrum os gêneros Meiracyllium e Euchile.

 

Para Santa Catarina temos as seguintes espécies:

 

 

Classificação Científica:

Domínio: Eukaryota
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Orchidaceae

Etimologia e descrição do Gênero:

Família: Orchidaceae
Sub Família: Epidendroideae Lindley
Tribo: Epidendreae
Sub Tribo: Laeliinae
Aliança: Cattleya
Quantidade total de espécies aceitas para o Mundo: 
Quantidade total de espécies aceitas para Brasil: 57
Quantidade total de espécies aceitas para Santa Catarina: 06

Espécies aceitas para Santa Catarina:


Voltar